Dançaterapia tântrica

Dançaterapia tântrica é a oportunidade de um despertar através dança.
Uma magia onde utilizamos o corpo para acessar a alma, e entrar no êxtase com movimentos, ritmos e contatos.
A dança te conecta de uma maneira com a existência que em dados momentos parece que seu corpo está dançando por conta própria, manifestando vida.
Com várias possibilidades a dançaterapia tântrica é a liberdade e a meditação em movimento.
Experimente esse movimento!

nataraj-EA06_l

Valor

Não se preocupe muito com as coisas utilitárias. Em vez disso, lembre-se que você não está aqui para se tornar um utilitário, pois isso seria indigno. Você não está aqui apenas para se tornar cada vez mais eficiente, e sim para tornar-se cada vez mais vivo. Está aqui para tornar-se cada vez mais inteligente. Está aqui para tornar-se cada vez mais feliz, feliz até atingir o êxtase.

SOBRE AS VIRTUDES DA INUTILIDADE

Lao tsé estava viajando com seus discípulos e chegaram a uma floresta onde centenas de carpinteiros estavam cortando árvores, porque um grande palácio estava sendo construído. Quase toda a floresta já havia sido cortada, mas havia uma árvore ainda de pé, uma grande árvore com milhares de galhos, tão grande que dez mil pessoas poderiam sentar-se à sua sombra. Lao Tsé pediu a seus discípulos que fossem perguntar por que aquela árvore ainda não tinha sido cortada, já que todas as outras havia sido e a floresta estava deserta.
Lao-Tzu
Os discípulos perguntaram aos carpinteiros: “Por que vocês não cortaram essa árvore?”
Os carpinteiros disseram: “Essa árvore é absolutamente inútil. Sua madeira não pode ser trabalhada, porque tem muitos nós. Nada é reto, então também não é possível usá-la para fazer colunas ou pilares, e não serve para móveis. Não pode ser queimada, porque a fumaça faz muito mal aos olhos, então é uma árvore absolutamente inútil só isso.”
Quando os discípulos voltaram e contaram isso a Lao Tsé, ele riu e disse: “Se quiserem sobreviver nesse mundo, sejam como essa árvore: completamente inúteis. Nesse caso ninguém irá querer machucar vocês. Se forem retos e alinhados, serão cortados, irão virar móveis na casa de alguém. se forem belos, serão vendidos no mercado, se tornarão objetos. Mas, se forem inúteis como a árvore, ninguém irá lhes fazer mal. E vocês poderão crescer, tornando-se grandes e vastos, e milhares de possoas poderão encontrar uma sombra ao lado de vocês.”
Lao Tsé tem uma lógica completamente diferente da que existe na sua cabeça. Ele diz: seja o último. Mova-se no mundo como se você não existisse. Permaneça anônimo. Não tente ser o primeiro, não seja competitivo, não tente provar seu valor. Não é necessário. Permaneça inútil e aproveite.
Claro que ele não está sendo prático. Mas se você entender as palavras de Lao Tsé, descobrirá que ele está sendo prático no nível mais profundo, porque a vida é feita para ser desfrutada e celebrada, a vida não foi feita para que você se torne um utilitário. A vida está mais próxima da poesia do que dos artigos de venda no mercado. Deveria ser sempre assim: poesia, música, dança.
Lao Tsé diz: se você tentar ser muito esperto, se tentar ser muito útil, você será usado. Se tentar ser muito prático, em algum momento irão lhe colocar um cabresto, porque o mundo não pode deixar em paz aqueles que são práticos. Lao Tsé diz, então, que tudo isso deve ser deixado de lado. Abandone essas idéias. Se quiser ser um poema, um êxtase, esqueça da utilidade. Permaneça sincero a si mesmo.

Osho

Experiência de morte

Uma experiência de MORTE é acompanhada de uma nova VIDA.
É um RENASCIMENTO.
Todas as pessoas que passam por uma experiência de quase morte normalmente trazem de volta consigo um NOVO OLHAR para com a VIDA, novas perspectivas que abrangem desde uma mudança de hábitos, até a capacidade de enxergar aquilo que antes não se via diante de seus olhos como por exemplo, a complexidade e beleza de uma flor.
É possível após uma experiência dessas haver um descortinamento onde o ser torna-se mais espiritualizado.
Coisas simples como colocar os pés descalços na TERRA ou ABRAÇAR UMA ÁRVORE ganham enorme valor, antes sem sentido para a pessoa.
O sentimento de GRATIDÃO para com a existência também começa a se desabrochar no CORAÇÃO de quem passa por tal experiência.
Como se a morte fosse um impulso para a vida.

quase-morte_ED

Zaki Deva

Terapêutica tântrica na cura da depressão

Depressão é uma desordem psiquiátrica muito mais frequente do que se imagina. Estudos recentes mostram que 10% a 35% das pessoas apresentam sintomas dessa enfermidade.
depressao-carboidrato
Para caracterizar o diagnóstico de depressão, foi criada a tabela descrita abaixo. Nela, cinco ou mais dos sintomas relacionados devem estar presentes para que se caracterize o diagnóstico da depressão. Dentre estes, um é obrigatório: estado deprimido ou falta de motivação para as tarefas diárias, há pelo menos duas semanas.

Critérios para diagnóstico de depressão

(segundo o DSM-IV, Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, 4ª edição)

  • Estado deprimido: sentir-se desmotivado a maior parte do tempo;
  • Isolamento: dificuldades em se integrar a grupos ou com outros indivíduos;
  • Anedônia: interesse diminuído ou perda de prazer para realizar as atividades de rotina;
  • Sensação de inutilidade ou culpa excessiva;
  • Dificuldade de concentração: habilidade frequentemente diminuída para pensar e concentrar-se;
  • Fadiga ou perda de energia;
  • Distúrbios do sono: insônia ou hipersônia praticamente diárias;
  • Problemas psicomotores: agitação ou retardo psicomotor;
  • Perda ou ganho significativo de peso, na ausência de regime alimentar;
  • Idéias recorrentes de morte ou suicídio.

De acordo com o número de itens respondidos afirmativamente, o estado depressivo pode ser classificado em três grupos:

  • Depressão menor (leve): 2 a 4 sintomas por duas ou mais semanas, incluindo estado deprimido ou anedônia;
  • Distimia (moderada): 3 ou 4 sintomas, incluindo estado deprimido, durante dois anos, no mínimo;
  • Depressão maior (grave): 5 ou mais sintomas por duas semanas ou mais, incluindo estado deprimido ou anedônia.

Os sintomas da depressão interferem drasticamente na qualidade de vida e estão associados a altos custos sociais: perda de dias no trabalho, atendimento médico, medicamentos e suicídio. Pelo menos 60% das pessoas que se suicidam apresentavam sintomas característicos da doença.

Fatores de risco para depressão:

  • Histórico familiar;
  • Problemas na área da Sexualidade;
  • Questões relacionadas à idade;
  • Situações ligadas à pressão social;
  • Episódios anteriores de depressão;
  • Parto recente;
  • Acontecimentos estressantes;
  • Dependência de drogas;
  • Crenças negativas.

O número de casos de depressão entre mulheres é o dobro dos homens. Não se sabe se a diferença é devida a pressões sociais, a diferenças psicológicas ou ambas. A vulnerabilidade feminina é maior no período pós-parto: cerca de 15% das mulheres relatam sintomas de depressão nos seis meses que se seguem ao nascimento de um filho.

A doença é recorrente. Os que já tiveram um episódio de depressão no passado apresentam 50% de risco de repeti-lo. Se já ocorreram dois, a probabilidade de recidiva pode chegar a 90%; e se tiverem sido três episódios, a probabilidade de acontecer o quarto ultrapassa 90%.

Como se sabe, os quadros de depressão podem ser disparados por problemas psicossociais, como a perda de uma pessoa querida, do emprego ou o final de uma relação amorosa. No entanto, até um terço dos casos estão associados a condições médicas.

Diversos medicamentos de uso continuado podem provocar quadros depressivos. Entre eles estão os anti-hipertensivos (para pressão alta), as anfetaminas (incluídas em diversas fórmulas para controlar o apetite), os benzodiazepínicos, as drogas para tratamento de gastrites e úlceras (cimetidina e ranitidina), os contraceptivos orais, cocaína, álcool, anti-inflamatórios e derivados da cortisona.

A Terapêutica Tântrica, aplicada em sessões individuais ou nos Workshops ajudam a controlar casos leves ou moderados de depressão. O Método Deva Nishok, utilizado no Centro Metamorfose, oferece a vantagem de não empregar medicamentos e diminuir o risco de recidiva do quadro, uma vez que a pessoa aprende a utilizar-se de alguns recursos para reconhecer e lidar com os problemas relacionados com a depressão.

Casos de depressão grave ou severa devem ser direcionados a atendimentos individuais. Não recomendamos os trabalhos em grupo até que a pessoa desenvolva um suporte emocional capaz de sustentar a sua participação nas dinâmicas propostas no trabalho. Não recomendamos a retirada abrupta de medicamentos, em hipótese alguma, sem o devido acompanhamento médico.

Zaki Deva
Terapeuta tântrico
www.centrometamorfose.com.br

Sensitive Massagem

É impressionante o que este método de massagem tântrica pode proporcionar, o método não consiste apenas em uma simples massagem, é um conjunto de técnicas e “ferramentas meditativas” somadas à muito amor.

download (1)Onde conseguimos realizar intensas, profundas e duradoras experiências.
Para quem busca uma cura fisiológica, emocional ou o desenvolvimento sério e seguro da sexualidade.

Ontem mesmo ao aplicar a Sensitive massagem (Massagem de nível 1 do Método Deva Nishok) e mais 10 minutos de MVB (Meditação Vibracional),

Presenciei uma das mais belas integrações (período logo após a massagem).

A interagente entrou em processo de amor-próprio e já se aproximava dos 20 minutos de integração sendo que geralmente 10 minutos são suficientes, ela estava em uma experiência onde fazia-se carinho em si mesma se abraçando e cariciando-se e junto à tudo isso um misto de risos e lágrimas!

images (3)
Eu sentia perfeitamente a sensação de compaixão ao qual ela experimentava, ela suspirava denotando prazer, aceitação, satisfação e compaixão, experiência essa gerada através da técnica da Sensitive massagem.

Ao final me agradeceu ainda com os olhos cheios de lágrimas e dizendo:
“Que experiência incrível!!”.

A Senstive massagem é feita com toques muito sutis no qual quase não toco a pele da pessoa, as duas mãos ficam em conexão à interagente do início ao fim da sessão, onde é explorado todo o corpo com o toques desde o dedo mindinho do pé, até a cabeça, despertando a bioeletricidade corporal removendo bloqueios energéticos, traumas emocionais, reequilibrando os chakras e as nadis (canal de energia) e preparando o corpo para experiências orgásticas satisfatórias e de corpo inteiro.

Zaki Deva
Terapeuta Tântrico

Nirvana

O “natural” ao ser humano é ser celebrativo, festivo.
Mas nós nos tornamos tão sérios com relação à vida que nos esquecemos de celebrar.
celebrar-a-vidaAo observa uma criança por exemplo, ela passa o dia em constante festividade, se algo a aborrece, logo logo ela volta a brincar.
Na idade adulta é muito fácil se desviar da própria originalidade divina, corrompidos pelo meio social em que nascemos e cair em uma fria seriedade.
Celebrar é estar bem consigo é gostar da vida, interagir agradavelmente com o ambiente e com as pessoas.
É Permitir que a criatividade interna aflore e tome forma criando e também gostando de criar a própria realidade.
Na verdade celebrar é deleitar-se com a vida, com tudo que ela pode proporcionar e com o que você pode proporcionar a ela.
A seriedade é útil mas não é a nossa essência, tudo na natureza celebra, dança, portanto, deleite-se, torne-se um ser celebrativo esta é sua essência.

A ousadia da liberdade corporal

“A dança veio ao mundo como uma técnica de meditação. No princípio, dançar não era uma dança, mas um meio de alcançar o êxtase onde o dançarino se perde e apenas a dança permanece, sem nenhum ego, sem ninguém manipulando, com o corpo fluindo espontaneamente”.

A Dançaterapia tântrica vai te levar a um outro patamar de percepção corporal através da dança celebrativa e um conjunto de meditações ativas, com vivências onde exploramos movimentos corporais espontâneos através da música, descobrindo sensações e energias em uma profunda experiência individual e compartilhada entre os participantes.

Músicas especificamente selecionadas e dinâmicas conduzidas atuam na mobilidade física e emocional tornando-nos mais flexíveis com relação a nossa comunicação com o mundo interno e externo, colaborando para eliminar bloqueios como timidez, falta de amor próprio, cansaço físico e mental.

Esqueça o dançarino, o centro do ego; Torne-se a dança. Venha celebrar com a gente!

images (2)

Inscrições e informações:

zaki.tantra@gmail.com
(11) 97421-7082
(11) 99421-8864

Ciclos de 7 anos

 

          “A vida tem círculos de sete anos, ela se move em círculos de sete anos exatamente como a terra faz uma rotação em seu eixo em vinte e quatro horas. Ninguém sabe porque não são nem vinte e cinco nem vinte e três horas. Não há nenhum jeito de se responder isso. É simplesmente um fato. Assim, não me pergunte porque a vida se move em círculos de sete anos. Eu não sei. O máximo que eu sei é que ela se move em círculos de sete anos. E se você compreender esses círculos de sete anos, você compreenderá uma grande coisa sobre o crescimento humano.

Os primeiros sete anos são os mais importantes porque os alicerces da vida estão sendo assentados. É por isso que todas as religiões estão muito preocupadas em agarrar as crianças o mais rápido possível. Os judeus circuncidam as crianças. Que bobagem! Mas eles estão carimbando a criança como uma judia. Essa é uma maneira primitiva de carimbar. Ainda se faz isso com o gado aqui nas redondezas.  
          Aqueles primeiros sete anos são os anos em que você é condicionado, é preenchido com todos os tipos de idéias que irão atormentá-lo ao longo de toda a sua vida, que irão distraí-lo de sua potencialidade, que irão corrompê-lo, que nunca irão lhe permitir ver claramente. Elas sempre virão como nuvens diante de seus olhos e irão fazer com que tudo fique confuso. As coisas são claras, muito claras. A existência é absolutamente clara. Mas os seus olhos têm camadas e mais camadas de poeira. 
          E toda essa poeira foi arranjada nos primeiros sete anos de sua vida, quando você era tão inocente, tão confiante, que qualquer coisa que lhe fosse dita você aceitava como sendo verdadeira. E mais tarde, será muito difícil você descobrir tudo aquilo que entrou em seus alicerces. Terá se tornado quase parte de seu sangue, ossos, de sua própria medula. Você perguntará mil outras questões, mas você nunca perguntará a respeito dos alicerces básicos de suas crenças. 
          A primeira expressão de amor para com a criança é deixá-la absolutamente inocente em seus primeiros sete anos, sem condicionamento, deixá-la por sete anos completamente selvagem, uma pagã. Ela não deveria ser convertida ao hinduismo, ao islamismo, ao cristianismo. Qualquer um que esteja tentando converter a criança, não tem compaixão, é cruel, está contaminando a própria alma de um viçoso recém-chegado. Antes mesmo que a criança tenha formulado perguntas, ela já terá recebido respostas com filosofias , dogmas e ideologias pré-fabricadas. Essa é uma situação muito estranha. A criança não perguntou a respeito de Deus e você já está lhe ensinando.  Por que tanta impaciência? Espere!
          Se algum dia a criança demonstrar interesse por Deus e começar a perguntar a respeito, então tente dizer a ela não apenas a sua idéia sobre Deus, porque ninguém tem qualquer monopólio. Coloque diante dela todas as idéias de Deus que estiveram presentes em diferentes povos, em épocas diferentes, por religiões, culturas e civilizações diferentes. E lhe diga: ‘Você pode escolher dentre essas aquela que mais lhe atrai. Ou você pode inventar a sua própria, se nenhuma estiver adequada. Se todas lhe parecerem defeituosas, e você achar que pode ter uma idéia melhor, então invente a sua própria. Ou se você achar que não há jeito de inventar uma idéia sem falhas, então abandone toda essa história, ela não é necessária. Um homem pode viver sem Deus.’ 
          Não há qualquer necessidade de que o filho tenha que concordar com o pai. Na verdade parece muito melhor que ele não tenha que concordar. É assim que a evolução acontece. Se toda criança concordar com o pai, então não haverá qualquer evolução, porque o pai terá concordado com seu próprio pai, e todo mundo estará no ponto em que Deus deixou Adão e Eva: nus e expulsos do jardim do Éden. Todo mundo estará lá. O homem tem evoluído porque os filhos têm discordado de seus pais, dos pais de seus pais e de todas as tradições. Toda essa evolução é uma tremenda divergência com o passado. Quanto mais inteligente você for, mais você irá discordar. Mas os pais valorizam as crianças que concordam e condenam as que discordam.
          Até os sete anos, se a criança puder ser deixada inocente, não corrompida pelas idéias dos outros, assim tornar-se-á impossível distraí-la de seu crescimento potencial.Os primeiros sete anos da criança são os mais vulneráveis. E elas estão nas mãos dos pais, dos professores, dos padres….
          Como defender as crianças dos pais, dos padres e dos professores é uma questão de tamanha proporção que parece quase impossível de se fazer. Não é uma questão de ajudar a criança. A questão é proteger a criança. Se você tiver uma criança, proteja-a de si mesmo. Proteja a criança dos outros que possam influenciá-la, pelo menos até os sete anos, proteja-a. A criança é como uma pequena plantinha, fraca e suave. Um simples vento forte pode destruí-la, qualquer animal pode comê-la. Você põe um fio protetor ao redor dela, mas não a aprisiona, você está simplesmente protegendo-a.Quando a planta estiver maior, o fio será removido.
          Proteja a criança de todo tipo de influência de modo que ela possa permanecer ela mesma. E isso é só uma questão de sete anos, porque então o primeiro círculo estará completo. Aos sete anos ele estará bem enraizado, centrado, forte o suficiente. Você não sabe o quanto uma criança de sete anos pode ser forte porque você só tem visto crianças corrompidas. Elas carregam os medos e a covardia de seus pais, mães e familiares. Elas não são elas mesmas.
          Se uma criança permanecer sem ser corrompida por sete anos… Você ficará surpreso ao encontrar tal criança. Ela será tão afiada como uma espada. Seus olhos serão claros, seus insights serão claros. E você verá nela uma tremenda força que você não poderá encontrar nem mesmo num adulto de setenta anos.
          Se você é um pai (ou mãe), você precisará muito dessa coragem para não interferir. Abra portas para direções desconhecidas de modo que a criança possa explorá-las. Ela não conhece o que ela tem dentro dela, ninguém sabe. Ela terá que tatear no escuro. Não faça com que ela tenha medo do escuro, não faça com que ela tenha medo do fracasso, não faça com que ela tenha medo do desconhecido. Dê a ela suporte. Quando ela estiver indo para uma jornada desconhecida, ofereça a ela todo o seu suporte, com todo o seu amor, com todas as suas bênçãos. 
          Não deixe que ela seja afetada pelos seus medos. Você pode ter medos, mas mantenha-os consigo mesmo. Não descarregue esses medos em cima da criança, porque isso será interferência.

Depois dos sete anos, no próximo círculo de sete anos, dos sete aos quatorze, algo novo é acrescentado à vida: os primeiros alvoroços da energia sexual da criança. Mas elas são apenas uma espécie de ensaio.
          Ser pai é uma tarefa difícil. Assim, a não ser que você esteja pronto para assumir tal tarefa difícil, não se torne um pai. As pessoas simplesmente seguem se tornando pais e mães sem saber o que estão fazendo. Você está trazendo uma vida à existência e todo o cuidado do mundo será necessário.
          Agora, quando a criança começa a brincar com seus ensaios sexuais, é o tempo em que os pais mais interferem, porque foi assim que fizeram com eles. Tudo o que eles sabem é o que foi feito com eles, assim eles seguem fazendo o mesmo com as suas crianças. As sociedades não permitem ensaio sexual, pelo menos não permitiram até o século XX, exceto nas duas e três últimas décadas em alguns países muito avançados. Agora já existem escolas mistas para as crianças, mas em um país como a Índia, mesmo agora, a educação mista começa a surgir apenas no nível universitário.
          O menino de sete anos e a menina de sete anos não podem estar no mesmo internato. E este é o momento para eles, sem qualquer risco, sem perigo de gravidez, sem que quaisquer problemas surjam para suas famílias; este é o momento em que lhes deveriam ser permitidas todas as brincadeiras. 
          Sim, isso terá uma conotação sexual, mas será só um ensaio, não se trata de um drama teatral verdadeiro. E se você não permitir a eles nem mesmo esse ensaio, de repente então, um dia a cortina se abrirá e o verdadeiro drama começará… E eles não saberão o que está acontecendo e não haverá nem mesmo aquela pessoa escondida no palco para lhes soprar o que devem fazer. Você terá bagunçado a vida deles completamente.
          Esses sete anos, o segundo círculo da vida, são significantes como um ensaio. Eles se encontrarão, se misturarão, brincarão e se conhecerão. E isso ajudará à humanidade a se livrar de quase noventa por cento das perversões. Se às crianças dos sete aos quatorze for permitido estarem juntas, nadarem juntas, estarem nuas juntas, noventa por cento das perversões e noventa por cento das pornografias irão simplesmente desaparecer. Quem irá dar atenção a essas coisas?
          Quando um garoto conheceu tantas garotas nuas, que interesse uma revista tipo Playboy poderá ter para ele? Quando uma garota tiver visto tantos garotos nus, eu não vejo qualquer possibilidade de existir curiosidade a respeito do outro. Isso simplesmente desaparecerá. Eles irão crescer juntos naturalmente, não como duas espécies diferentes de animais. É assim que eles crescem agora, como duas espécies diferentes de animais. Eles não pertencem à mesma espécie humana, eles são mantidos separados. Mil e uma barreiras são criadas entre eles, e não lhes permitem qualquer ensaio de sua vida sexual que está chegando…
          Se você tiver feito o dever de casa direitinho, se você tiver brincado com sua energia sexual exatamente com o espírito de um desportista (e naquela idade este é o único espírito que você poderia ter), você não se tornará um pervertido, um homossexual.  Todo tipo de coisas estranhas não virão à sua cabeça, porque você está se movendo naturalmente com o outro sexo e o outro sexo está se movendo com você. Não haverá qualquer bloqueio e você não estará fazendo nada errado com quem quer que seja. Sua consciência estará clara porque ninguém pôs nela idéias do que é certo e do que é errado. Você simplesmente está sendo o que você é. 

Dos quatorze aos vinte e um o seu sexo amadurece. E isso é significante para se entender: se o ensaio tiver sido bom no período dos sete aos quatorze quando o sexo amadurece, acontece uma coisa muito estranha que você nem mesmo deve ter pensado a respeito, porque não lhe foi dada a oportunidade. Eu disse a você que o segundo círculo de sete anos, dos sete aos quatorze, deu a você um vislumbre de antes da peça teatral. O terceiro círculo de sete anos da a você um vislumbre do que vem depois.Você está ainda com garotas ou garotos, mas agora uma nova fase começa em seu ser: você começa a se apaixonar.
         Não é ainda um interesse biológico. Você não está interessado em procriar, você não está interessado em se tornar marido ou esposa. Esses são os anos dos jogos românticos. Você está mais interessado na beleza, no amor, na poesia, na escultura, que são fases diferentes de romantismo. 

Dos vinte e um aos vinte e oito é um tempo em que eles podem se acertar. Eles podem escolher um companheiro. E eles são capazes de escolher agora, através de toda a experiência dos dois círculos passados eles podem escolher o companheiro certo. Não há mais ninguém que possa fazer isso por você. Isso é algo como um pressentimento.  Nenhuma aritmética, nenhuma astrologia, nenhuma quiromancia, nenhum I-Ching poderão fazer isso. 
          Isso é um pressentimento: entrando em contato com muitas, muitas pessoas, de repente alguma coisa dá um clique que nunca deu com qualquer outra pessoa. E isso clica com tanta certeza e tão absolutamente, que você não pode nem mesmo duvidar. Mesmo se você tentar duvidar, você não conseguirá. A certeza é tão tremenda. Com esse clique vocês se acertam. 
          Entre os vinte e um e os vinte e oito, em algum lugar, se tudo correr bem do jeito que eu estou dizendo, sem interferência de outros, então vocês se acertam. E o período mais agradável da vida vem 
dos vinte e oito aos trinta e cinco: o mais alegre, o mais pacífico e harmonioso, porque duas pessoas começam a se derreter e a se fundir uma com a outra. 

Dos trinta e cinco aos quarenta e dois, um novo passo, uma nova porta se abre. Se até os trinta e cinco você sentiu profunda harmonia, uma sensação orgástica e tiver descoberto a meditação através disso, então, dos trinta e cinco aos quarenta e dois vocês ajudarão um ao outro a ir mais e mais fundo na meditação sem sexo, porque o sexo neste ponto começa a parecer infantil, juvenil. Quarenta e dois anos é o tempo certo quando a pessoa deveria ser capaz de saber exatamente quem ela é.

Dos quarenta e dois aos quarenta e nove ela vai mais fundo e mais fundo na meditação, mais e mais para dentro de si mesmo, e ajuda o companheiro no mesmo caminho. Eles se tornam amigos. Não mais existe marido e não mais existe esposa. Esse tempo já passou. Isso já deu a sua riqueza para a sua vida. Agora existe alguma coisa mais alta, mais alta que o amor. Isso é amizade, um relacionamento de compaixão para ajudar o outro a ir mais fundo dentro de si mesmo, a se tornar mais independente, a se tornar mais só, como duas árvores altas, separadas mas ainda próximas uma da outra, ou dois pilares num templo suportando o mesmo teto, estando tão próximos e tão separados, tão independentes e tão sós. 

Dos quarenta e nove aos cinqüenta e seis essa solitude se torna o foco de seu ser. Tudo no mundo perde o significado. A única coisa significante que permanece é essa solitude.

Dos cinqüenta e seis aos sessenta e três você se torna totalmente o que você está para ser: o florescimento potencial. 

Dos sessenta e três aos setenta você começa a ficar pronto para deixar o corpo. Agora você sabe que não é o corpo, você sabe que também não é a mente. O corpo era conhecido como separado de você em algum lugar quando você tinha trinta e cinco anos. Que a mente está separada de você foi conhecido em algum lugar quando você tinha quarenta e nove anos. Agora, tudo mais foi deixado de lado exceto a auto observação. Só a pura consciência, a chama da consciência permanece com você, e isso é a preparação para a morte.

Setenta é a duração de vida natural para o homem. E se as coisas se moverem em seu curso natural, então ele morre com tremenda alegria, em grande êxtase, sentindo-se imensamente abençoado porque a sua vida não foi sem significado e que, pelo menos, ele encontrou o seu lar. E por causa dessa riqueza, dessa realização, ele é capaz de abençoar toda a existência. 
          Só por estar perto de tal pessoa, quando ela está morrendo, é uma grande oportunidade. Você sentirá, na medida em que ele deixa o corpo, algumas flores invisíveis caindo sobre você. Embora você não possa vê-las, você poderá senti-las.”

http://www.oshobrasil.com.br/

                                                                                   OSHO – From Darkness to Light
                                                                                           tradução: Sw.Bodhi Champak

Cura-te

A cura pode se manifestar de várias maneiras, pode se manifestar através do pensamento em que o ser crê firmemente na sua cura, há uma movimentação integral no ser para que a cura concretize-se, desta forma também deve-se fazer tudo que estiver ao alcance, tendo a confiança, inabalável!1383734_291600744331802_1583099918_n
A cura pode vir através de um toque; Durante milênios esse tipo de cura pode ser vivida, presenciada e comprovada, desde os povos mais antigos. Toque este que serve de canal para a existência que vem com a benévola cura,não descartando a importância da confiança de quem a recebe.

 

Entre essas há a  cura que vem com a expansão da consciência, onde o ser sabe exatamente quem é, e não sofre mais os abalos da ilusão, a sua realidade é criada mais harmonicamente, um ser de ampla consciência enxerga além das aparências da 3ª dimensão.

this universe x

E falando-se de energia criativa, negar a própria sexualidade é negar o seu poder criativo, a capacidade de ser e explorar todo potencial de criação, é perder o fluxo existencial, e adoecer. É retrair a consciência.

 

 

 

Descubra qual o seu caminho! Descubra como A Terapêutica Tântrica  e as Massagens podem te ajudar.