O que é Tantra?

Enjoyment - free happy woman enjoying sunset

 

Tantra é uma filosofia comportamental e não-verbal. Uma experiência que te reconecta com a existência e tudo que nela há, é uma integração existencial. É algo que só se compreende na prática, tradicionalmente é passado de mestre à discípulo. Associam-se o Tantra à antiga Índia ou ao Hinduísmo por registros históricos de comunidades e praticantes dessa região, mas o Tantra transcende localização geográfica sendo algo humano em sua natureza primária de amor.

Celebração, Meditação, Gratidão e Êxtase são estados de consciência de características tântrica assim como a energia feminina e suas manifestações de aceitação, acolhimento e entrega.

Tantra é a forma mais original de se ter um encontro com o Divino, a forma mais primal, você volta a fazer parte da natureza, eliminando a ilusão da dualidade e onde todos somos um. É a forma mais prazerosa de encontro com o Ele, a mais prazerosa que existe.
Como o Tantra é inclusivo, ele não exclui nada tendo também uma abordagem sagrada e tântrica para a sexualidade.

Mas é importante saber que o Tantra não é sexo. Assim como o Yoga não é tão somente uma ginástica corporal, erroneamente conhecido no ocidente, mas uma prática que leva a Unidade e estados de Supraconsciência. O Tantra também não é uma experiência somente sexual. E sim um estilo de vida baseado no amor, aceitação, presença e comunidade. Que também te leva a Unidade. Uma prática profunda de autoconhecimento e desenvolvimento humano.

Mestre

Tantra é um caminho para a iluminação.
O Mestre Iluminado é aquele que alcançou o perfeito equilíbrio entre as suas energias, sua natureza interior está em harmonia com a natureza exterior, com a natureza Divina.
Suas experiências o levaram a um ponto de equilíbrio.
Em uma experiência de Orgasmo Tântrico você tem um vislumbre dessa iluminação.
O iluminado tem dentro de si a fusão das duas energias Shiva e Shakti e elas já não competem entre si.
Ele já não é homem e nem mulher mas as duas energias em harmonia.

As energias masculina e feminina em harmonia dentro de si, as suas funções se confundem e se completam.

No sexo o Tantra também é o olhar, tantra é tudo. Uma conexão e entrega total sem máscaras, papéis sociais ou julgamentos. Apenas uma parceria e a entrega de um para outro. Mas sem perder a sua própria experiência, sem dependência ou posse. Uma amorosa parceria.
E quando vocês se dissolvem um no outro em uma experiência de orgasmo e amor, no Tantra chamamos isso de Unio Mystica. É uma experiência de puro êxtase onde não há tempo e nem espaço e sua essência Divina aparece! Esse é um processo de desenvolvimento em experiências gradativas.

O tântrico tem uma visão diferente no relacionamento, ele cria raízes para poder ir nas profundezas do ser, lá no fundo da alma. Mas também cria asas para poder estar livre de qualquer jogo de domínio e poder.

Ele está em harmonia com os mistérios da vida ele confia nessa dança de energias e manifestações, no dinamismo da existência.
Para ele tudo é sagrado. Você se reconecta e se lembra que faz parte de um todo. Confiança.
E essa transformação acontece de dentro para fora.

Ele vive uma entrega e ouve a voz que vem de dentro.
Seguir o coração é preciso coragem, porque o coração não conhece a expressão “quebrar a cara”, para o coração nunca se perde, pois também não se tem o que ganhar, para o coração está tudo sempre certo a sabedoria do coração sempre confia e diz para você ir em frente.

 

Zaki

Zaki Deva

É Instrutor de cursos de:
– Massagem Tântrica
– Tantra e Maithuna para casais
– Facilitador de grupos de Meditação e Dançaterapia
– Atendimento em Ubatuba e São Paulo

Feromônios fonte de prazer e informações

Cheiro

O cheiro das pessoas na verdade tem muito mais informação do que superficialmente parece.
Todos seres humanos tem um odor característico e nesse aroma existem substâncias biologicamente muito ativas e que carregam um conjunto de informações que são transmitidas são os chamados feromônios, informações essas usadas principalmente na comunicação sexual subconsciente.
Os feromônios podem comunicar por exemplo se determinada pessoa fornece os genes adequados ou melhores para se unir aos seus genes que gerará uma nova vida com a melhor qualidade possível.
A atração também será muito forte havendo essa melhor compatibilidade de informações, uma combinação mais completa para gerar um novo ser.
Os feromônios também demarcam território no mundo animal, além de transmitir outras informações para os indivíduos da mesma espécie.
Neurocientistas defendem que seres humanos também se têm seu comportamento influenciado pela presença de feromônios, o interesse de um homem por uma determinada mulher em meio a muitas outras, a alteração do ciclo menstrual de mulheres quando convivem por muito tempo (forma de competição de fêmeas pelo macho, uma vez que, durante algumas etapas do ciclo menstrual, a mulher desperta no homem maior interesse) são exemplos de comportamentos influenciados por feromônios.

O suor e sua interação com os hormônios faz com que homens e mulheres tenham cheiros diferentes, mas a questão – que encerra uma das chaves da atração sexual – envolve uma química mais complexa. O cheiro masculino, por exemplo, é mais intenso devido aos homens terem mais pelos, que estimulam tanto a produção de suor quanto de odor. Já o aroma feminino característico concentra-se na região genital, por causa da sua lubrificação constante e do fato de o interior da vagina ser mais ácido, para proteger a mucosa. Além disso, existe grande concentração de glândulas sudoríparas na virilha e na vulva. O papel principal nessa história toda é justamente dessas glândulas produtoras do suor. Existem dois tipos: écrinas e apócrinas. As primeiras soltam um líquido que serve apenas para resfriar o corpo. Já as apócrinas liberam uma secreção leitosa, que é a verdadeira responsável pelos cheiros do corpo humano.

 

“Essa secreção, que tem a função de manter a pele hidratada e contém gordura, é um alimento rico para as bactérias, que se aproveitam do calor e da umidade de certas regiões do corpo para proliferar, causando cheiros fortes”, afirma o dermatologista Luís Antônio Torezan, de São Paulo. O odor feminino também é atribuído aos chamados ácidos alifáticos, substâncias gordurosas presentes no suor e na secreção vaginal. Estudos comprovaram que esses ácidos são uma forte isca sexual entre os primatas. Um exemplo divertido é a famosa carta de Napoleão Bonaparte à sua amada Josephine, avisando que chegaria do campo de batalha em poucos dias e pedindo para ela parar de se banhar, para deixar bem concentrado seu aroma natural. Mas o mais incrível nesse setor da bioquímica erótica são os feromônios, hormônios que produzem aromas que não são percebidos conscientemente, mas que, no mundo animal, regulam a atração que leva ao acasalamento.

 

Entre os humanos, fatores sociais e culturais pesam mais que os feromônios, mas eles não deixam de ter efeitos curiosos: mulheres que dormem ao lado de um homem tendem a menstruar e ovular mais regularmente; ao mesmo tempo em que, neste homem, a barba cresce mais rápido.
A palavra feromônio vem grego Phero/Hormona, que quer dizer Transmitir/Excitar.
Durante a relação sexual podemos utilizar o benefício dessa capacidade olfativa de captar e assimilar melhor os feromônios e as sensações de prazer desencadeadas por eles quando chegam ao nosso cérebro, existem técnicas que permitem e promovem experiências de expansão da consciência e de muito prazer próximo ao orgasmo, técnicas essas que são ensinadas com um conjunto de outras técnicas de sensibilização dos sentidos como o olfato no curso de Tantra para casais.

Fontes: Bioquímica, hormônios. Info escola.
O que faz homens e mulheres terem cheiros diferentes. Super Interessante (07/2002).

 

Zaki
Zaki deva (Robson)

Terapeuta instrutor de cursos de Tantra para casais e retiros de meditação e dançaterapia.

Autoconhecimento através do tantra

Primeiro: conhecer a si mesmo é a coisa mais difícil. Não deveria ser assim. Deveria ser exatamente o oposto – a coisa mais simples. Mas não é – por muitas razões. Tornou-se tão complicado, pois você investiu tanto na auto-ignorância que parece quase impossível retornar, voltar a fonte, encontrar a si mesmo.
Toda a sua vida, tal como ela é, como é aprovada pela sociedade, pelo Estado, pela Igreja, está baseada na auto-ignorância. Você vive sem se conhecer porque a sociedade não quer que você se conheça. É perigoso para sociedade. Um homem que conhece a si mesmo está destinado a ser rebelde. O conhecimento é a maior das rebeldias – quer dizer, o autoconhecimento, não o conhecimento acumulado através de escrituras, não o conhecimento encontrado nas universidades, mas o conhecimento que acontece quando você encontra o seu próprio ser, quando você chega a si mesmo na sua nudez total; quando você se vê como Deus o vê, não como a sociedade gostaria de vê-lo; quando você vê o seu ser natural, no seu florescimento total e selvagem – não o fenômeno civilizado, condicionado, educado, polido.
A sociedade está interessada em fazer de você um robô, não um revolucionário, porque o robô é mais útil. É fácil dominar um robô; é quase impossível dominar um homem de autoconhecimento. Como se pode dominar um Jesus? Como se pode dominar um Buda ou um Heráclito? Ele não cederá, não obedecerá ordens. Ele se moverá através de seu próprio ser. Será como o vento, como as nuvens; ele se moverá como os rios. Será selvagem – naturalmente belo, natural, mas perigoso para a falsa sociedade. Ele não se ajustará. A menos que criemos no mundo uma sociedade natural, um Buda continuará sendo sempre um desajustado, um Jesus será certamente crucificado.


Osho

Sem título-2

O autoconhecimento através do Tantra

A terapia do prazer e das meditações.


Algumas pessoas já deram o primeiro passo no processo de autoconhecimento,
e esse trabalho com o tantra sempre permanece e continua do ponto onde paramos,
sabemos que o destino do ser humano é a integração existencial com o Divino, através do Amor.
O processo de se amar, de se conhecer na sua maior pureza é o início dessa jornada.

O terapeuta tântrico tem formas e ferramentas para ajudar nesse processo:

– Para casais

– Retiros

– Curso de massagem tântrica

A terapia do prazer no desenvolvimento humano e no autoconhecimento!

 

Sem título-1

 

zaki.tantra@gmail.com
http://www.zakideva.com.br

Sensitive Massagem

É impressionante o que este método de massagem tântrica pode proporcionar, o método não consiste apenas em uma simples massagem, é um conjunto de técnicas e “ferramentas meditativas” somadas à muito amor.

download (1)Onde conseguimos realizar intensas, profundas e duradoras experiências.
Para quem busca uma cura fisiológica, emocional ou o desenvolvimento sério e seguro da sexualidade.

Ontem mesmo ao aplicar a Sensitive massagem (Massagem de nível 1 do Método Deva Nishok) e mais 10 minutos de MVB (Meditação Vibracional).

Presenciei uma das mais belas integrações (período logo após a massagem).

A interagente entrou em processo de amor-próprio e já se aproximava dos 20 minutos de integração sendo que geralmente 10 minutos são suficientes, ela estava em uma experiência onde fazia-se carinho em si mesma se abraçando e cariciando-se e junto à tudo isso um misto de risos e lágrimas!

images (3)
Eu sentia perfeitamente a sensação de compaixão ao qual ela experimentava, ela suspirava denotando prazer, aceitação, satisfação e compaixão, experiência essa gerada através da técnica da Sensitive massagem.

Ao final me agradeceu ainda com os olhos cheios de lágrimas e dizendo:
“Que experiência incrível!!”.

A Senstive massagem é feita com toques muito sutis no qual quase não toco a pele da pessoa, as duas mãos ficam em conexão à interagente do início ao fim da sessão, onde é explorado todo o corpo com o toques desde o dedo mindinho do pé, até a cabeça, despertando a bioeletricidade corporal removendo bloqueios energéticos, traumas emocionais, reequilibrando os chakras e as nadis (canal de energia) e preparando o corpo para experiências orgásticas satisfatórias e de corpo inteiro.

Zaki Deva
Terapeuta Tântrico